Posts com a tag: "Comissão de Humanidades Médicas"

O Folguedo da Rainha Grávida

[caption id="attachment_1196" align="aligncenter" width="191"] Agélio Novaes, A Rainha Grávida, 2022[/caption]   Péricles Brandão*   Lá dentro da igreja, o altar-mor confirma seu inquieto amor e convida seu olhar a espalhar inocência além da casa da infância - para reencantar a Terra, ressantificar a História. Não à toa da sua coroa encimada com a cruz pende um arco-íris de fitas coloridas....

John Locke médico: a relação entre a filosofia e sua prática médica

// Antônio Carlos dos Santos e Henrique Batista e Silva   RESUMO: O objetivo deste texto é investigar um aspecto pouco conhecido da obra de John Locke: a relação entre a filosofia e a sua prática médica. Este tema se justifica porque a sua concepção filosófica é largamente conhecida, mas seus estudos na área de medicina são, no Brasil, praticamente ignorados....

Guerras geram deficiências

\\ Mariana Cavazzoni Lima de Carvalho* As guerras são conflitos armados que acontecem por diferentes motivos, como desentendimentos religiosos, interesses políticos e econômicos, disputas territoriais, rivalidades étnicas, entre outras razões. E elas estão entre as principais causas geradoras de deficiência no mundo. E ver países em guerra é assustador! Além da invasão da Ucrânia, o mundo tem sete guerras sangrentas e...

Atenção e atenção!

Foto: Alan McFadyen   Péricles Brandão* Como tanta riqueza veio pousar em tanta miséria? - pergunta o fragmento 29 do Quinto Evangelho. Por que às vezes o que está na luz move-se de modo tão cruel? O martim-pescador não faz perguntas, já não lembra que depois do Dilúvio voou tão perto do sol que ficou com o coração em chamas...

A falta que o conhecimento de humanidades médicas nos faz

// José Eduardo de Siqueira* Emmanuel Lévinas, lituano de nascimento, emigrou para a França em 1923, onde realizou seus estudos filosóficos, aprofundando-se no campo da fenomenologia com Husserl e Heidegger. Foi professor nas Universidades de Poitiers, Paris-Nanterre e finalmente na Sorbonne. Crítico do racionalismo que privilegiava a exaltação do Eu, dedicou-se a refletir sobre a importância do Outro, estimulando a...

A prostituição da Medicina

// Luiz Roberto Londres   [caption id="attachment_1018" align="alignnone" width="243"] A mulher enferma , Jan Steen, 1663[/caption] Privatização > Intermediários > Exploração > Comissão A profissão do médico era chamada de profissão liberal, ou seja, uma profissão exercida por conta própria. Os médicos com seus conhecimentos em uma atividade extremamente complexa usavam o seu raciocínio clinico para desvendar o diagnóstico e estabelecer um...

A monetarização da Medicina

// Luiz Roberto Londres* [caption id="attachment_1024" align="alignleft" width="263"] "Ciência e Caridade" - Pablo Picasso - 1897[/caption] Paciente > Hospital >Plano de Saúde > Oligopólio No tempo em que a Medicina era uma profissão voltada para a sua missão, no tempo em que o paciente era o motivo de sua existência, no tempo em que o sucesso era medido pelos resultados...

A desumanização da Medicina

// Luiz Roberto Londres [caption id="attachment_1000" align="alignnone" width="249"] Visita do médico. Jan Steen1662[/caption] Indivíduo > Grupos > Empresas e Máquinas Quando os cuidados médicos e a cura tornam-se monopólios de organizações ou de máquinas, a terapêutica transforma-se inevitavelmente em ritual macabro. Ivan Illich (A Expropriação da Saúde)   A Expropriação da Saúde: um livro escrito em 1976 já dava sinais...

A Oferenda das Flores Não Colhidas

Péricles Brandão* É certo que os jardins ingleses - com sua assimetria planejada, seus canteiros sem rigidez geométrica, seus extensos gramados ondulados, seus caminhos sinuosos, suas bordaduras irregulares - sugerem a quem colhe flores a sensação de liberdade no meio de uma paisagem próxima do que é natural e selvagem. E penso até que o poeta Alfred Tennyson tinha de...

O reducionismo da Medicina

// Luiz Roberto Londres* Terapêuticas Diversas > Apenas Alopatia Tive a honra de ter sido convidado para com ele trabalhar pelo Professor Carlos Chagas Filho, Diretor do Instituto de Biofísica da Universidade do Brasil e titular da cadeira na então Faculdade Nacional de Medicina. Foi ele o meu primeiro contato com nossa profissão e, a cada tempo que passa, aumenta...