Perspectiva

Aqui está - em artigos, ensaios, depoimentos, opiniões - uma verdadeira exploração reflexiva das possibilidades da palavra perspectiva: um exercício do ver ao redor, do ver longe no espaço e no tempo, sobretudo de um ver intimamente, e na sua inteireza, o homem, a sociedade, a natureza, como contribuição para o debate e para um refinamento da sensibilidade diante do fenômeno complexo da Vida.


A Terra, a Primavera Fraturada e a Fraternura

// Péricles Brandão* Aprendemos nas aulas de geografia do colégio que equinócio é interseção do círculo da eclíptica com o círculo do equador celeste. Mas as definições técnicas nunca dizem o essencial. Uma frase atribuída a Freud lembra: onde quer que se vá, os poetas chegaram ali antes. O certo é que poesia, a poiesis, algo anterior à simples arte...

Giotto, o dom de um camponês: Ambrogiotto di Bondone (1267-1337)

 // Armando José d’Acampora*   A Itália sempre foi um celeiro de grandes pintores e escultores, além de outros talentos. Dentre eles, destaca-se um gênio da pintura que despontou no século XIII e se consagrou no século XIV. Esse homem tinha um dom, uma virtude inata, uma habilidade como a de nenhum outro: a pintura. Seu nome era Ambrogiotto di...

O homem e a pintura

// Armando José d’Acampora*   Introdução  Já fomos simples coletores. Caminhamos gradativamente para sermos coletores e caçadores, e por muitos séculos perdurou a evolução do homem, até que nos tornamos agricultores, à mercê do tempo e do relevo, quando houve a sedentarização dos homens. Toffler1 nos diz que a fase agrícola perdurou por 100 séculos, ou seja, 10 mil anos....

Por que ensinar Humanidades em Medicina

//Josimário Silva* Introdução Como observador social contextualizado em um momento histórico da civilização humana, em que há uma crise de valores bastante acentuada, pensar a formação médica sob a luz do humanismo é um grande desafio. Em uma sociedade fluida em que, de acordo com Bauman (2009), os valores se pulverizam e são altamente voláteis, o educador deve estar preparado...

William Osler: medicina e humanismo

//Alfredo Guarischi* William Osler (1849-1919) não considerava a medicina apenas como ciência, mas via a arte da medicina à luz da ciência. Ensinou que essa era uma arte magistral, com seu exemplo e textos sobre humanismo. Formado pela Universidade McGill, em Montreal, em 1872, foi se aperfeiçoar na Europa, onde estudou com Rudolf Virchow, o grande patologista alemão. Osler foi...

Medicina na modernidade

//José Paranaguá de Santana* Uma faceta do drama da medicina na modernidade é a progressiva dominação da técnica sobre a dimensão humana no cuidado às pessoas. Com frequência, a abordagem deste drama condena o paradigma flexneriano[1], que orienta a formação e a prática médica desde o início do século passado. Este ensaio sugere uma alternativa para o debate sobre o...

A volta do filho pródigo, de Rembrandt

//José Eduardo de Siqueira É razoável produzir um ensaio com a finalidade de estabelecer analogias entre a tela A volta do filho pródigo, de Rembrandt, e o exercício da medicina?  Poderíamos argumentar inicialmente que o pintor holandês se inspirou nas três parábolas sobre misericórdia e perdão proclamadas por Jesus, relatadas unicamente no Evangelho de Lucas. Nos textos atribuídos aos outros...

A medicina do capital (A humanização da mercadoria)

//Antonio Samarone Santana O médico no Brasil, até o século XIX, segundo Lycurgo Santos, exercia um trabalho de baixo reconhecimento social: “De condição humilde, simples homens de ofício, por todo o decorrer do século XVI e ainda no XVII, são quase todos judeus, cristãos-novos ou meio-cristãos os que vêm a exercer a profissão médico-farmacêutica. Nômades como de costume na Europa,...

Ensaio sobre a felicidade

//Déborah Pimentel Vira e volta, alguém pensa que sou uma espécie de oráculo e me faz perguntas. O que é felicidade? Existe um caminho? Qual o segredo para ser feliz? A felicidade é indubitavelmente o maior desejo de todos nós e estaremos sempre buscando-a. Ela é fugaz, uma vez que a vida é cheia de turbulências, daí estas questões. Ah,...

Humanidades, arte e saúde

Reflexões críticas sobre o modelo atual da graduação de médicos e psicólogos e o papel da arte na formação humanística dos profissionais de saúde, inclusive, dos psicanalistas. De um lado, o paciente, autor da sua própria biografia e portanto, de arte genuína, história e vida; e do outro, o profissional de saúde, com formação humanística, na condição de observador e...